MOTO1000GP e BandSports renovam parceria para temporada 2024

15/03/2024

As oito etapas da temporada 2024 terão transmissão ao vivo e tempo de exibição das corridas passa de 1h30 para 2h por etapa (Nivaldo Querino/MOTO1000GP)

 

 

O MOTO1000GP, Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, e o canal BandSports renovaram sua parceria para transmitir ao vivo a temporada 2024, composta por oito etapas. A primeira está marcada para os dias 27 e 28 de abril em Goiânia (GO).

 

O BandSports é líder em esportes a motor no Brasil, consolidando-se como a principal plataforma para os fãs de automobilismo e motovelocidade. Oferecendo transmissões ao vivo, análises especializadas e programas de entretenimento relacionados ao mundo do esporte a motor, o canal ampliou sua cobertura ao longo dos anos.

 

“É fundamental para o MOTO1000GP renovar a parceria de transmissão com o BandSports. Teremos a cobertura ao vivo das oito etapas do evento, contando ainda com a ampliação para duas horas de transmissão. Essa parceria já se tornou uma tradição, com cobertura desde a fase inicial. Atualmente, o BandSports é o canal líder na transmissão de eventos esportivos a motor, destacando-se no automobilismo e motociclismo. É gratificante para nós poder compartilhar esse espaço com outros grandes eventos e mostrar o trabalho que temos desenvolvido”, declarou Gilson Scudeler, CEO do MOTO1000GP.

 

Além do MOTO1000GP, o canal cobre uma variedade de competições, como Fórmula 1, Campeonato Mundial de Superbike, Fórmula E, Nascar Series, Stock Car, entre outras. O crescimento do canal se deve à qualidade de sua programação e equipe, oferecendo uma experiência completa para os fãs de esportes.

 

“Após o sucesso da última temporada, é um prazer para o Bandsports continuar com esta parceria, juntamente com um campeonato respeitado, de alto nível e organização impecável. O MOTO1000GP está na casa certa, na emissora que é a maior do Brasil em transmissões de esporte a motor”, comentou Henrique Meira, gerente do canal.

 

O MOTO1000GP, que é o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, segue todos os protocolos de segurança exigidos pela Confederação Nacional do Motociclismo (CBM) e pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

 

Voltar