Yamaha confirma patrocínio para temporada 2021 nos Brasileiros de Motocross e Motovelocidade

16/03/2021

 
 
A Yamaha Motor do Brasil continuará caminhando ao lado da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) nos Campeonatos Brasileiros de Motocross e Motovelocidade de 2021. A marca confirmou o patrocínio para a temporada das duas modalidades durante reunião virtual, realizada na última semana. A motovelocidade tem início previsto para abril e o motocross para agosto deste ano.
 
Para o Gerente Executivo de Marketing da Yamaha, Hélio Ninomiya, a parceria é fundamental para o desenvolvimento do motociclismo no Brasil. 
 
"Juntamente com a CBM vamos procurar nos adequar ao melhor momento para que essas atividades aconteçam, sempre buscando preservar a segurança e saúde dos pilotos, da organização e da população local onde as competições serão realizadas. Esperamos que isso seja possível a partir do segundo semestre, sempre seguindo todos os protocolos de segurança, é claro", fala.
 
O presidente da entidade desportiva, Firmo Henrique Alves, reitera a importância de manter os laços estreitos, ainda que em meio a um cenário de incertezas.
 
"A Yamaha tem sinalizado que sempre estará junto à CBM, mesmo nos tempos de crise ela nunca nos 'abandonou'. Isso reforça a nossa parceria e reflete diretamente nos campeonatos, que tendem a crescer cada vez mais. Nossas expectativas para a temporada de ambas as modalidades são as melhores, pois em agosto acreditamos que a vacina já terá atingido grande parte da população e a situação estará mais amena para o início das provas", diz otimista.
 

Destaque no on e no off-road

 

Fotos 1 e 2: Tiago Lopes/CBM - Foto 3: LZ Photos
 
A Yamaha Racing Brasil é detentora de diversos títulos brasileiros e em 2020 conquistou uma chuva deles. No Motocross, Paulo Alberto e Carlos Campano foram destaques na categoria principal do Campeonato Brasileiro, a MX1. Eles levantaram o troféu de campeão e vice, respectivamente, além do título da promocional Elite MX, conquistado por Paulo. Pepe Bueno (MX2) e Maiara Basso (MXF) ficaram com o vice de suas categorias. Fábio Santos (MX1) e Vitor Hugo (MX Júnior) compuseram a equipe. 
 
No asfalto a Yamaha faz seu nome com a R3 Cup, disputa monomarca que acompanha o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade com as motos YZF-R3. Em 2020, foram mais de 35 pilotos correndo com o uniforme branco e azul. Na R3 Pró Rafael Rizada foi quem deu o nome. Na classe R3 Cup, o campeão foi o mais regular do campeonato, o jovem piloto de 15 anos Humberto Turquinho Jr.
 
A equipe oficial também corre nos Campeonatos Brasileiros de Velocross e Rally.
 
Foram mais R$170 mil em prêmios distribuídos pelo programa bLU cRU só na motovelocidade, que também beneficia os atletas do Motocross e do Enduro que pilotam com Yamaha, além dos demais benefícios que o programa proporciona.
 

51 anos de história no Brasil

 

A Yamaha surgiu no Japão em 1955. Na época, já existiam mais de 100 fabricantes de motocicletas no país, o que motivou o fundador, Genichi Kawakami, a querer construir as melhores. Sua chegada ao Brasil foi em 1970, fazendo história como a primeira fabricante do veículo de duas rodas no país. Hoje, a fábrica no Brasil abrange desde as categorias de entrada até motocicletas de alta cilindrada.
 
Além disso, possuí uma linha de óleos e diversos produtos para manutenção dos veículos.
 
Saiba mais clicando no site oficial da marca.
 

Voltar