Exemplo: CSS Dropdown menu sem JavaScript ou hacks
Visualizar Noticia

Brasileiro de Enduro FIM: Campeões comemoram os títulos

16/10/2017

O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM para motocicletas encerrou a temporada 2017 com grande festa em Farroupilha (RS). Após muita chuva e barro neste final de semana (14 e 15), pilotos de 11 categorias comemoraram os títulos. “Cumprimos o calendário com sucesso. Foram sete etapas com pontuação dupla e muito empenho de todos os envolvidos. A modalidade mostrou enorme evolução. Queremos continuar crescendo em 2018”, disse Maurício Brandão, diretor da modalidade na Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).

Garantiram as taças o português Luis Oliveira (classe E1, equipe Honda Racing), os capixabas Bruno Crivilin (classe E2, equipe Orange BH KTM) e Tiago Wernersbach (E4, Moto Litoral Honda), os mineiros Rômulo Bottrel (E3, Orange BH KTM), Nielsen Bueno (E35 / Sacramento Racing KTM) e Pélmio Simões (classe E45 / Orange BH KTM) e o paulista Vinícius Calafati (EJúnior, Sacramento Racing KTM).

Os gaúchos Cassiano Tebaldi (E40 / Sacramento Racing KTM), Roberto Theodoro (E50 / Sócramento) e Willian Palandi (EAmador / Sacramento Racing KTM) também comemoraram títulos. Os resultados finais da categoria Enduro GP, que envolve os pilotos mais rápidos do campeonato, estão em homologação. Definida na rodada anterior, em Araxá (MG), a classe EFeminina teve como campeã a goiana Bárbara Neves (Rinaldi ASW Zanol Team). Confira o que disseram os campeões da temporada 2017:

Luis Oliveira (à esquerda) e Patrik Capila / Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Luis Oliveira, campeão da E1 – “O Brasileiro de Enduro FIM tem crescido a cada ano, com condições de melhorar ainda mais. As disputas envolveram etapas interessantes e variadas. Fiz o meu trabalho, cumpri os objetivos e estou satisfeito”.   

 

Bruno Crivilin e Júlio Cesar Ferreira  Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Bruno Crivilin, campeão da E2 – “O ano de 2017 foi muito bom para mim, alcancei objetivos tanto nas provas nacionais quanto internacionais. Sinto que evoluí bastante, assim como o Campeonato Brasileiro, que realizou a sua melhor edição”.

 

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Rômulo Bottrel, campeão da E3 – “Este foi o meu quarto título brasileiro e estou muito feliz. O ano teve muitas novidades, foi a primeira vez que eu competi com uma moto dois tempos. Evoluí durante a temporada e conquistei bons resultados na categoria e na classificação geral. Estou muito satisfeito e animado para o ano que vem”.

 

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Tiago Wernersbach, campeão da E4 – “O sonho de qualquer piloto de enduro é ser campeão brasileiro, estou muito feliz por ter realizado esta conquista. O apoio da equipe Moto Litoral foi fundamental, sem eles não haveria condições. Quero ter a chance de ser campeão novamente no ano que vem”.

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Vinícius Calafati, campeão da EJúnior – “Eu estreei no Campeonato Brasileiro junto com a categoria EJúnior, há três anos, e tenho muito orgulho de ser bicampeão. Este foi o meu último ano na categoria, a despedida não poderia ter sido melhor”.

 

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Nielsen Bueno, campeão da E35 – “Estou no Enduro FIM há mais de 25 anos. Sou privilegiado por continuar competindo e poder presenciar este momento de crescimento do esporte, ainda mais com o bicampeonato da E35, que representa o meu quarto título nacional”.

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Pélmio Simões, campeão da E45 – “No ano passado, foi uma grande honra receber o convite da equipe Orange BH para competir no Brasileiro e uma alegria ainda maior conquistar a classe E45. Consegui defender bem o título e garantir a taça de forma antecipada. Estou muito feliz e motivado para o ano que vem”.  

 

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Cassiano Tebaldi, campeão da E40 – “Procurei manter o bom desempenho durante o ano e não me machucar, já que cada prova foi valiosa para a pontuação. Deu tudo certo no final e agora é só festa pelo meu terceiro título brasileiro”.  

 

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Roberto Theodoro, campeão da E50 “Depois de 25 anos sem andar de moto, este foi o meu primeiro título brasileiro. Eu também ganhei muitas amizades, sem dúvidas o Enduro FIM é uma grande família. Quero participar novamente no ano que vem”.

 

Foto: Café Fotos/ Mundo Press
 

Willian Palandi, campeão da EAmador – “Foi uma grande surpresa estrear no Brasileiro com o título da EAmador. A criação da categoria foi a minha porta de entrada no campeonato e venci todas as provas que participei. O objetivo é focar ainda mais e continuar no esporte”.  

 

Foto: Fred Mancini/ Mundo Press
 

Bárbara Neves, campeã da EFeminina – “Eu me dediquei e evoluí bastante durante o ano, tive que aprender muito para conquistar o título. Agradeço a todos que estiveram do meu lado.”
 

O Brasileiro de Enduro FIM 2017 é patrocinado por Rinaldi e conta com o apoio de MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH, Zanol Parts e Edgers.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2017
Classificação final após sete etapas:
E1

1 – Luis Oliveira - 300
2 – Patrik Capila - 221
3 – Loandro Anton - 200

E2
1 – Bruno Crivilin - 288
2 – Júlio Ferreira - 273
3 – Diego Colett - 246

E3
1 – Rômulo Bottrel - 294 
2 – Gustavo Pellin - 270
3 – Rigor Rico - 246

EJúnior
1 – Vinícius Calafati - 275 
2 – Vinícius Luis da Silva “Musa” - 274
3 – Gabriel Lucas Soares “Tomate” - 259

E4 Light
1 – Tiago Wernersbach - 288 
2 – Jaime Zorzal - 229
3 – Bruno Martins - 100

E35
1 – Nielsen Bueno - 297 
2 – Diogo de Andrade - 235 
3 – Anderson Vieira - 149

E40
1 – Cassiano Tebaldi - 272 
2 – Luciano de Lima - 229
3 – Beto Lamego - 140

E45
1 – Pélmio Simões - 280
2 – Laurindo Zatorski Filho - 267
3 – Marcos Benvenutti – 234

E50
1 – Roberto Theodoro - 216 
2 – Gustavo Jacob - 108
3 – Cleber Sacramento - 100

EAmador
1 – Willian Palandi - 250
2 – Augusto Benvenutti - 230
3 – Uliam Bunetta - 99

EFeminina (título definido em três rodadas duplas)
1 – Bárbara Neves - 144
2 – Janaína Souza - 116
3 – Tainá Aguiar – 40

 

Resultados da etapa final em Farroupilha-RS (acumulados após dois dias de prova):
Enduro GP
1 – Bruno Crivilin
2 – Vinícius Luis da Silva “Musa”
3 – Júlio César Ferreira

E1
1 – Luis Oliveira
2 – Patrik Capila

E2
1 – Bruno Crivilin
2 – Júlio Ferreira
3 – Diego Colett

E3
1 – Rômulo Bottrel
2 – Gustavo Pellin
3 – Rigor Rico

EJúnior
1 – Vinícius Luis da Silva “Musa”
2 – Gabriel Lucas Soares “Tomate”
3 – Vinícius Calafati

E4 Light
1 – Tiago Wernersbach
2 – Matheus Varaschini
3 – Pedro Toazza

E35
1 – Michel Cechet 
2 – Pablo Zanchet 
3 – Anderson Vieira

E40
1 – Cassiano Tebaldi
2 – Fernando Spindler
3 – Juliano Castoldi

E45
1 – Laurindo Zatorski Filho
2 – Alexandre Cunha
3 – Elso Cirino

E50
1 – Sérgio Colett 

EAmador
1 – Willian Palandi
2 – Gabriel Bellaver
3 – Roberto Theodoro

 

*Mundo Press

Voltar