search engine by freefind advanced
search engine by freefind advanced
Exemplo: CSS Dropdown menu sem JavaScript ou hacks
Visualizar Noticia

II Hard Enduro PROVA DE FOGO

22/03/2017

II HARD ENDURO PROVA DE FOGO: HISTÓRICO!

O último domingo(19/03) entrou para a história do off road brasileiro. Foi realizado no município de Santa Quitéria-CE, o II Hard Enduro “Prova de Fogo”, abrindo o primeiro Campeonato Estadual de Hard Enduro no Brasil.  Na sua segunda edição, isso mesmo, já tinha sido realizado um evento protótipo em 2016, o organizador Euclides Aragão, com sua garra e inteligência, absorveu todos os acertos, críticas e idéias para fazer dessa etapa 2017 um prova genuinamente HARD ENDURO, servindo de base para o prosseguimento do Campeonato e porque não, de provas em todo território nacional. 

Em 2016, o Red Bull Minas Riders abriu o campeonato Mundial, reunindo pilotos profissionais e amadores de diversos países. Trazendo para os brasileiros o formato de modalidade antes vista apenas em canais de youtube. Como o próprio nome sugere, Hard Enduro significa ação extrema. Basicamente o Hard Enduro é um esporte que mistura endurance (provas de longa duração) com trials (escalada de pedras). É uma modalidade que requer bom preparo físico, uma motocicleta em perfeito estado e um poder mental diferenciado, para lidar com as dificuldades impostas no roteiro, além, é claro, de técnicas refinadas para ultrapassar os obstáculos naturais ou artificiais encontrados.

O II Hard Enduro Prova de Fogo, vinha sendo trabalhado minuciosamente a 3 meses. Diferentemente de algumas provas internacionais, o campeonato cearense não será em linha, e sim em circuito fechado, afim de facilitar a logística da organização, imprensa, público e equipes de apoio. A fazenda Santa Cecília, localizada a 5km da zona urbana de Santa Quitéria, já era conhecida pela passagem do tradicional Enduro do Urânio. Um terreno pedregoso, quente e ao mesmo tempo húmido, que sempre desafiou os pilotos que ousaram encarar suas trilhas.
Para essa edição, o Euclides Aragão, como antes mencionado, assimilou a necessidade de aumentar o nível da prova em referência a 2016. Ele conseguiu, através de muito “trabalho braçal” deixar Hard o que já era considerado difícil. Impressionante como ele trabalhou. Percentualmente ele abriu 40% dos 5.600 metros no facão, coisa absurda... Como era um circuito fechado ele teve que bampear todo o roteiro e colocar algumas placas em pontos estratégicos. Alguns poucos pilotos foram fazer o roteiro a pé... os mais rápidos fizeram em torno 01:30:00, chegando assombrados com o que tinham visto!

Ao todo, 34 pilotos aceitaram o desafio lançado de fazer história na primeira prova de um campeonato de Hard Enduro no Brasil. No sábado(18/03) foi realizado o briefing Técnico onde foram confirmadas as inscrições e os pilotos tiveram uma ideia de como seria o dia seguinte. Já no Domingo, após as 7:00, A fazenda Santa Cecilia foi recebendo os pilotos e equipes bem como o público, eufóricos e ansiosos.

A primeira bateria desbravaram  as trilhas da prova de fogo bem húmidas. Pelo regulamento os pilotos tinham que realizar a maior quantidade de voltas em (1) Uma hora de prova, mais uma volta. No decorrer do percurso, a organização e demais, levaram um susto com o piloto Jardel Muniz, que caiu em uma das muitas dificuldades, ficando inconsciente, sendo socorrido imediatamente pelo corpo de bombeiros e rapidamente levado para o atendimento médico no Hospital da cidade. Com a aflição do ocorrido a organização, sabiamente, decidiu paralisar a prova para os pilotos da bateria que fossem completando uma volta, afim de preservar a integridade física, pois estavam “sofrendo” com o roteiro. Após 00:54:39 minutos de prova chegou o Zacarias Mendes (campeão da categoria bronze) já o último a completar fez em 01:54:16. Dos 15 pilotos que largaram na categoria, apenas 7 conseguiram completar uma volta.

A segunda bateria foi composta pela categoria SILVER, que tinham a missão de realizar o maior número de voltas em 01:15:00 mais uma volta. Dos 11 pilotos que largaram apenas 4 conseguiram dar mais de uma volta, tendo o Campeão Luiz Emanuel do município de Tamboril como destaque, realizando 4 voltas em 02:09:39. Já o Alexandre Rebouças e o Bruno Ponte, segundo e terceiro respectivamente, realizaram 3 voltas. O Piloto da casa Hérculo Onofre parou na segunda volta realizada, quando estava em 2º lugar, herdando assim o 4º.

Já na categoria Gold, “o pau quebrou”. Impressionante a diferença entre as categorias, da Bronze a Gold. Tivemos um embate épico entre o atual detector da maioria dos títulos dos protótipos de Hard 2016,  Mikael Costa, que realizou 5 voltas em 02:09:21.665 contra o Harley Rosa veterano em provas de Regularidade e F.I.M. Separados com apenas 00:00:37.996. Outro que completou a proeza das 5 voltas foi o Luiz Fernando, 00:06:31.471 a mais que o Mikael.

A próxima etapa do Campeonato Cearense de Hard Enduro será do dia 23 de Abril na cidade litorânea de Beberibe com o I Hard Enduro Serra do Félix que será realizado pela equipe Dunas Racing. Aos pilotos: Treinem!

Voltar